segunda-feira, 18 de Abril de 2011

Problemas Económicos

PROBLEMAS 
ECONÓMICOS


INTRODUÇÃO

Economia: é a ciência social que estuda como o indivíduo e a sociedade decidem empregar os recursos produtivos escassos na produção de bens e serviços, de modo a distribuí-los entre as várias pessoas e grupos da sociedade, de modo a satisfazer as necessidades humanas.
O problema económico é uma das teorias económicas fundamentais na operação de qualquer economia. Ele propõe que existe uma escassez, que os recursos finitos disponíveis são insuficientes para satisfazer todos os desejos humanos. O problema então se transforma em como determinar que será produzido e como os factores de produção (como capital e trabalho) deverão ser alocados. A economia gira em torno de métodos e possibilidades de resolver o problema económico.

As necessidades humanas são ILIMITADAS e os recursos produtivos (factores de produção) são ESCASSOS.

RECURSOS  - naturais: água, terra, luz solar, madeira, minerais, humanos: mão-de-obra, educação, treinamento

CAPITAL FÍSICO: prédios, máquinas, sistemas viários

TECNOLOGIA: colecção de “receitas” conhecidas de como se fazer as coisas, especialmente de como se utilizar recursos para produzir bens, da maneira mais eficiente.

Problemas económicos ou mesmo dificuldades dessa ordem podem ocorrer em qualquer lugar do mundo, mesmo nos países centrais, no entanto, nos países periféricos as crises económico-financeiras são mais frequentes devido à fragilidade da economia entre outros factores.

Para explicar as causas dos problemas económicos em países subdesenvolvidos é necessário realizar uma profunda abordagem, pois são vários os factores Dentre os principais estão:

Dependência económica em relação às actividades primárias

Corresponde à extrema dependência em relação às actividades como a agricultura, estaticismo e mineração. Os países subdesenvolvidos têm grande parcela da população envolvida no sector primário e os produtos desse são responsáveis pelo maior volume de exportação. O ponto negativo do processo é que produtos primários possuem pouco ou nenhum valor agregado, ou seja, é de baixo valor, além disso, o sector primário está propicio às variações do mercado. Enquanto que os produtos industriais possuem um valor agregado oriundo do trabalho ou das informações contidos na mercadoria.

Dependência económica e tecnológica:

Isso é resultado da forte influência exercida pelas empresas multinacionais que são os principais centros produtivos nos países subdesenvolvidos, exemplo disso são as indústrias automobilísticas que são quase na totalidade estrangeira, em suma as economias dos países em questão dependem dos capitais internacionais. Essa realidade é negativa para os países menos desenvolvidos economicamente, pois as empresas transnacionais sempre vão buscar atender seus interesses e não dos países em que estão instaladas suas filiais, além disso, o resultado de suas actividades, o lucro, não permanece no país, pois migra para a nação sede, no qual eleva cada vez mais sua economia.

Problemas económicos fundamentais: o que produzir, para quem produzir e como produzir.

O que produzir: decisão tomada em conjunto pelas unidades consumidoras (que constituirão a demanda por bens e serviços) e pelas unidades produtoras. Para quem produzir: a distribuição dos benefícios resultantes da produção dependerá da quantidade de cada factor de produção utilizado e da sua produtividade. Como produzir: os produtores deverão adoptar a combinação de factores de produção que proporcione o menor custo de produção. Curva de possibilidade de produção: ilustra como a escassez de factores de produção impõe um limite à capacidade produtiva da sociedade, que terá de fazer escolhas entre as alternativas de produção

o   Devido à escassez de recursos a produção total de um país tem um limite máximo, uma produção potencial.
o   Ponto sobre a curva: economia operando a plena capacidade, utilizando todos os factores de produção disponíveis.
o   Ponto interno à curva: economia operando com capacidade ociosa ou desemprego. Factores de produção subutilizados.
o   Ponto externo à curva: ultrapassa a capacidade de produção potencial – impossível!

Custo de oportunidade: custo da produção alternativa sacrificada. É a quantidade de um bem que deve ser sacrificada para o aumento da produção de outro. Bens de capital: utilizados na fabricação de outros bens, não se desgastam totalmente no processo produtivo. (ex.: equipamentos, máquinas e instalações).

Bens de consumo: destinados ao atendimento das necessidades humanas. Bens intermediários: são consumidos totalmente no processo produtivo de outros bens. (ex.: insumos, matéria-prima).

Concluímos problema económico é explicado de forma mais simples pela pergunta "Como satisfazemos desejos ilimitados com recursos limitados?" A premissa do modelo do problema económico é que os desejos humanos são constantes e infinitos devido à demanda em constante mudança (muitas vezes relacionada a mudanças demográficas) da população. No entanto, os recursos para satisfazer os desejos humanos são sempre limitados pela quantidade de recursos naturais ou humanos disponíveis. O problema económico, e os métodos para resolvê-lo, giram em torno da ideia da escolha em dar prioridades a que desejos serão satisfeitos.
O problema económico revolve fundamentalmente em torno da ideia de escolha. Devido à escassez dos recursos disponíveis, as empresas devem determinar o que produzir primeiro para satisfazer à demanda. Os consumidores são obviamente a maior influência nessa escolha, uma vez que os bens que desejam devem se encaixar nos seus orçamentos e paridade do poder de compra.

  
BIBLIOGRAFIA

www.fabiowagner20.blogspot.com
o   pt.wikipedia.org/.../Problemas_econômicos_do_Brasil
o    

Sem comentários: